quinta-feira, 30 de julho de 2009

Pessoas lúcidas

Advogados, médicos e enfermeiros, policiais, bombeiros, agentes carcerários, padres.

O que este povo todo tem em comum?

Estava eu hoje lá na aula do cursinho e parei pra pensar no tanto de advogados à minha volta e nalguns causos que eu ouvi contarem nos intervalos das aulas. São pessoas que lidam com problemas reais das outras, pessoas que escutam os causos mais impressionantes (e por que não? interessantes também) e também lidam com o pior momento da vida das pessoas: o momento do conflito. Aquele momento para o qual nunca fomos preparados na escola e o qual sempre enfrentaremos na vida.

Lembrei de outras profissões que lidam com o pior momento da vida das pessoas. Estes seriam os já citados, mas repito alguns: além dos advogados há os médicos, enfermeiros, policiais. Tantos outros que também não lembro agora.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Trote: você ainda vai passar por um

Desta eu não tinha participado ainda.

Estou aqui, cuidando de mi vida, quando minha mãe atende lá na sala o telefone e começa a soar nervosa/assustada.

Paro o que estou fazendo e vou lá acodir. Ela está nervosa dizendo "Você tá onde? Tá na rua? Você tá onde??" Lá saio eu à rua pensando quem estaria no maior perrengue perto de casa.

Mãe passa o telefone e diz "Tem um cara aqui dizendo que sua irmã foi sequestrada".

Frequente!

Alguma coisa acontece no meu coração..

Eu tou que não me aguento hoje. Um amigo sugeriu TPM, mas por definição do termo não teria como, eis que ele solta la pérola: "ah, tem mulher que parece que tem tpm o tempo todo". Tou começando a considerar a hipótese.

Não é o tempo todo, mas anda ocorrendo com certa f.r.e.q.u.ê.n.c.i.a (como diz menina Marrie) ultimamente. A parada vem em ondas, mas vem numas ondas.. que tá demais a bagaça!!! Será que tem como monitorar os hormônios por um dia ou mais assim como se monitora o coração (passando o dia com eletrodos pra medir o bichinho)?

terça-feira, 28 de julho de 2009

Brincadeira de finanças (como é bom, como é bom)

Recentemente tive a oportunidade de passar, mais uma vez, o pouquinho que aprendi até hoje sobre finanças pra alguém. Desta vez a vítima inocente foi a amiga Clara (ela ainda não sabe, mas é futura colaboradora no blog também).

Antes que eu começasse a mostrar pra ela como aprendi a dividir as finanças (o que entra e o que sai em cada mês) eu falei para ela algumas máximas, que eu considero, sobre o assunto.

domingo, 26 de julho de 2009

Esqueletos (e livros) no armário

Tudo o que fazemos ecoa, reflete-se a nossa volta. Nossa realidade molda-se na forma como levamos a vida.

Meu quarto, por exemplo. Observo pelas quantas anda minha mente pelo meu quarto. Estilisticamente está ótimo, cada móvel em seu lugar, dividindo o espaço harmoniosamente. Nota-se que houve um planejamento de ajeitar cada coisa no seu lugar.

A cama mantém-se desarrumada por pouco tempo. Logo faço ela (ainda mais porque fico com mais espaço pra espalhar as coisas durante o dia).

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Bater as botas, pendurar as chuteiras? Não desta vez

Digo isso porque foi anestesia geral. E chamem-me de ignorante a respeito, mas anestegia geral que é anestegia geral pode dar galho por N motivos. Ainda bem que não deu. :) Pois então. Pequena intervençãozinha efetuada, seguindo-se a consulta e marcação de data/hora feita nesse post alguns dias atrás.

Hospital Dr. Jucelino Kubitscheck. Sabia nem que o tal existia direito e sim, ele lembra muito um hotel.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Péssima juíza

Tenho algumas certezas na vida. Esta é uma: se há algo que eu não seria, ou não faria, bem é ser juíza.

Sabe aquela história de não ver o lado da outra pessoa? Eu vejo. E quando estou no meio, me ferro. Eu vejo o lado da outra pessoa, porém ela (quase) nunca vê o meu. Termina sendo eu a compreensiva (e me sentindo uma otária por não sair 'por cima').

Por isso mesmo passei a ser conscientemente má. Como isso é possível?! Mas é. Sou obrigada a tomar partido em meu favor porque senão, quem toma, né?

Mafalda e o conto de fadas

sábado, 18 de julho de 2009

Roubaram o som do meu carro

É isso mesmo. Estava eu no cursinho (Fortium da 909 sul) hoje o dia inteiro e quando fui embora (quase 19h) vi que o alarme do carro não funcionava. Olhei pra dentro: fios do som pra fora. Pronto. Mas e aí? Sem vidros quebrados ou nem nada? Aí que fui ver o fio da bateria puxado pra fora. Droga.

Primeiro passo: mão na cabeça e desespero.

Segundo passo: buscar ajuda externa. 'Alô, amigo? X problema' 'Xi, que saco hein. Tem seguro?' 'Não'.

Isso minha bateria acabando, pedi ajuda na portaria dum prédio ao lado. Porteiro diz: 'Outro dia fizeram a mesma coisa com o carro doutra menina'. Tá.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Esperas nossa de cada dia

Esperas!!!!!

Hoje tive de esperar e quase não acreditei. Fui a uma consulta médica 12h. Sim, isso é hora de marcar? Mas é porque o bendito médico sairá de férias e só teria este horário. Então vamos, né? Chego com 5 minutos de atraso (avisados, olha como sou legal, no caminho 'tou chegando, guenta aí. É que nunca fui aí' 'Tudo bem, tem uma paciente antes de você para atender ainda'). E tomo um senhor chá de cadeira de quase 1h 'Ele até que não está tão atrasado assim hoje'. Aaaaah, mas este médico tem de merecer muito. É só porque é importante (e não posso ficar adiando demais). Enfins, descubro a máquina 0800 de café/capuccino/diabaquatro só nos 47 do segundo tempo quando vou lá chiar pela 3a vez ('mas né possível, hein!?' 'sim, moça eu sei, mas é que ele é muito requisitado bla bla bla whiskas sachê bla bla bla e ele muitas vezes nem almoça etc etc'). Hmm, tá. Mas mesmo assim não é motivo para transferir o ônus para os outros. Oras!

Os bares da vida

Estou felizinha porque ontem relaxei indo ao bar com meus mais novos amigos de cursinho.





Estava FRIO, mas estava ótimo.

---

P.S.: As pessoas não estão captando que esta aí abaixo é a Jana, relapsa colaboradora, que viajou e pegou na cobra.

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Minha vida é andar por esse país....

...pra ver se um dia encontro o que não perdi!

Essa é a variação da famosa música que ficou na minha cabeça. Esse congresso foi ótimo pra relaxar e acabar um pouco com o tal do stress.

O XXIII CBBD foi realizado em Bonito - Mato Grosso do Sul. A comissão organizadora já sabia que ia ser muito díficil fazer a nação bibliotecária sentar quietinha no auditório então as palestras começavam a partir das 13h. Por essa sacada genial deles, consegui assistir duas palestras (recorde desde o ENEBD de Recife, que não fui em nenhuma) e passear muito, fazendo tudo o que meu orçamento me permitiu. Fiquei com peso na consciência de não ficar muito tempo no Centro de Convenções, mas realmente não estava interessada nos assuntos das palestras (acabei dormindo nas duas que fui) e é impossível competir com todos os atrativos de Bonito.

E tudo mudou...

Texto simpático do Luís Fernando Veríssimo que vi neste site:

E tudo mudou...

O rouge virou blush
O pó-de-arroz virou pó-compacto
O brilho virou gloss

O rímel virou máscara incolor
A Lycra virou stretch
Anabela virou plataforma
O corpete virou porta-seios
Que virou sutiã
Que virou lib
Que virou silicone

A peruca virou aplique, interlace, megahair, alongamento
A escova virou chapinha
"Problemas de moça" viraram TPM
Confete virou MM

A crise de nervos virou estresse
A chita virou viscose.
A purpurina virou gliter
A brilhantina virou mousse

Os halteres viraram bomba
A ergométrica virou spinning
A tanga virou fio dental
E o fio dental virou anti-séptico bucal

Ninguém mais vê...

Ping-Pong virou Babaloo
O a-la-carte virou self-service

A tristeza, depressão
O espaguete virou Miojo pronto
A paquera virou pegação
A gafieira virou dança de salão

O que era praça virou shopping
A areia virou ringue
A caneta virou teclado
O long play virou CD

A fita de vídeo é DVD
O CD já é MP3
É um filho onde éramos seis
O álbum de fotos agora é mostrado por email

O namoro agora é virtual
A cantada virou torpedo
E do "não" não se tem medo
O break virou street

O samba, pagode
O carnaval de rua virou Sapucaí
O folclore brasileiro, halloween
O piano agora é teclado, também

O forró de sanfona ficou eletrônico
Fortificante não é mais Biotônico
Bicicleta virou Bis
Polícia e ladrão virou counter strike

Folhetins são novelas de TV
Fauna e flora a desaparecer
Lobato virou Paulo Coelho
Caetano virou um chato

Chico sumiu da FM e TV
Baby se converteu
RPM desapareceu
Elis ressuscitou em Maria Rita?
Gal virou fênix
Raul e Renato,
Cássia e Cazuza,
Lennon e Elvis,
Todos anjos
Agora só tocam lira...

A AIDS virou gripe
A bala antes encontrada agora é perdida
A violência está coisa maldita!

A maconha é calmante
O professor é agora o facilitador
As lições já não importam mais
A guerra superou a paz
E a sociedade ficou incapaz...

... De tudo.

Inclusive de notar essas diferenças

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Inter-vir - Ótima exposição



Terça-feira agora, dia 30/06, fui a uma exposição de fotos da Monique Renne.

Da viagem que ela fez para a Europa recentemente foram escolhidas algumas fotografias tiradas em preto e branco de diversas capitais européias para receber intervenção gráfica de Luda Lima, Gabriel Luan, Virgílio Neto e Revista Samba (Gabriel Góes, Gabriel Mesquita e Lucas Gehre).

Ficou MUITO legal: Muita gente, comes e bebes, muitas fotos, risos, livro de visitas, bem aconchegante, animado e o trabalho muito criativo.

Claro que estava em posse de meu celulinha com a mega definição de 3.2 (bem melhor que o antigo, da foto do Uno batido, que era de 0.3). Bom, mesmo assim as fotos saíram mais escuras do que deveriam.



Foto 1: Monique e dois dos colaboradores no trabalho (pelo que pude entender).



Foto 2: Nós sem sabermos pra qual câmera olhar. ^^



SERVIÇO:

O QUE: Exposição Inter-vir - Além das portas do Velho Mundo

QUANDO: de 30/06 a 29/07. De segunda a sexta (10h às 19h) e sábados (10h às 14h)

ONDE: Galeria Objeto Encontrado - 102 Norte bl. B lj. 56 - Asa Norte - Brasília.

QUEM: Monique Renne (fotos) e Luda Lima, Gabriel Luan, Virgílio Neto e Revista Samba (Gabriel Góes, Gabriel Mesquita e Lucas Gehre).

A exposição foi também mencionada no Programe-se (CW), no Eu, estudante (CW), no Entretenimento (JB) e Flickr (as melhores fotos que encontrei do evento) entre outros.

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Cracked








Um amigo (vulgo Tarsa) me mostrou um dia um blog norte-americano (hífen? não hífen?) muito engraçado. Faltou eu comentar a respeito.

Ele contém algo frequente no Lista 10 que são as listas. Lista de tudo, e em uma perspectiva muito engraçada. Por exemplo há este artigo dos 6 itens que você toca diariamente porém não sabia que são mais sujos que um banheiro, ou as 10 histórias de divórcio estranhas o suficiente para não terem sido inventadas.

Quando recebi o link passei um bom tempo lendo os links, porque de uma lista você passa para outra (que estão ao fim ou ao lado dos artigos) e vai lendo. Alguns comentários abaixo até se salvam também. O site é bem feito, a pesquisa não gostei muito (ou será que é porque minha internet está levemente lenta agora e isso é irritante?).

As piadinhas são ótimas, o humor é muito bom, os artigos bem escritos. Recomendo o site. Este por sinal.