segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Fim do gato preto

Blacky foi ontem pra Zoonoses (quem diria, fica do lado do Hospital da Criança de Brasília, Sanatório, Casa de Apoio..).

Como ele é doente (nunca foi vacinado e pegou FELV) e ninguém queria/podia adotá-lo ele deve ser sacrificado hoje de manhã por questões de saúde pública. E pensar que ele não é um caso isolado.

:(

Por sinal haviam outras DUAS gaiolas lá com mais gatos pretos iguais a ele e que AINDA precisam de adoção.

Pra ajudar não é só adotando. ONGs já ajudam mas tem muitas contas a pagar: ração, areia, limpeza, vacinas, castrações, exames..

Quem estiver com o coração transbordando de generosidade querendo muito ajudar é só entrar em contato com:


ProAnima - http://www.proanima.org.br
http://www.proanima.org.br/quer-dar-uma-forca
Assoc Prot dos Animais do DF 
Banco do Brasil
Agência: 3603-X
Conta corrente: 23383-8
CNPJ: 05.992.115/0001-23


Além de DIVERSAS OUTRAS formas de ajuda e pagamento


Bsb Animal - http://bsbanimal.blogspot.com

Augusto Abrigo - http://www.augustoabrigo.org
BANCO DO BRASIL
Agência: 0941-5
Conta corrente: 40168-4
Variação: 01 (poupança)

Além do PagSeguro, cartões de crédito e conta da Caixa também.

Olha, esta pesquisa aqui já diz tudo: http://www.guiademidia.com.br/animais/ongs.htm

Pra ajudar é só começar com o primeiro passo. Ao invés de querer salvar todos os bichos do mundo ajuda só um bicho, só uma casa. Já é muito.


sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Gato preto

Há exata uma semana fui visitar o pai de uma amiga na Asa Norte e encontrei um gatinho escondido debaixo dum carro no estacionamento. Sujo e carente.

Depois de tanto fazer propaganda sobre a responsabilidade de cuidar de um bicho e que não é brinquedo pra cansar e jogar fora (afinal até um brinquedo pode servir pra outra criança, já nos diria a lição deixada pelo Toy Story 3) me vi na situação de olhar pro lado e ignorar o gatin ou resgatá-lo e encaminhar a um lar de verdade.

Liguei para uma amiga que trabalha em uma ONG (Bsb Animal) perguntei o que fazer, como ajudar. Ela perguntou se eu poderia levar a um hospital veterinário para que fosse checado e então poder ser encaminhado a um novo lar. Disse que podia sim levar ao São Francisco pra que ele fosse examinado e vacinado e que até segunda veríamos de ela encaminhar ele a um outro lar provisório.

No caminho ele fez xixi e cocô no banco do carro e também na lateral da minha bolsa. Mas eu na hora era puro instinto maternal de foda-se eu quero é proteger desse mundo cruel e pronto. Chegou a hora do atendimento e o dr. disse que os exames e tudo ficariam em torno de $200. Blz, caro mas vá lá, boa ação é isso aí. Pernoitou lá pra observação.

Daí pra frente é que o negócio começou a fugir do meu planejamento:

1) Voltei pra casa com carro mijado e filme do gato queimado piorando a receptividade da família ao visitante futuro
2) No outro dia descobri que fizeram MAIS EXAMES QUE O PREVISTO e no fim o valor ficou em $436. Quase tenho um troço
3) Por conta da situação de mal visto na casa tudo dele teve de ficar no meu quarto (hello cheiro de gato³)
4) Desembolsei mais $38 no Extra pra comprar uma vasilha grande e retangular pra deixar a areia dele, a areia e ração
5) Tentei limpar o banco do carro com sabão em pó, com lysoforme (ou algo parecido) que um amigo emprestou e nada prestou
6) Não aguentando o cheiro dele e textura do pelo levei pro pet shop da Qd.8 do Sudoeste econômico pra dar um trato. Meia hora depois ele estava bem melhor: $23
7) Descobri que a RestauraCar do Brasília Shopping me cobra $300 pra aplicar sei lá o que de ozônio pra tirar o cheiro
8) Também descobri que pra castrar ele (isso a preço camarada de brother-de-ONG) um vet faz a $70

E por enquanto o gato está lá em casa. Já demarcou o território dele fazendo XIXI NO MEU TRAVESSEIRO!!! Ele fica boa parte do dia dentro do meu quarto pra minimizar o dano lá em casa com a minha mãe. Meu edredom querido está todo lascado com pelo preto (embora ele solte bem pouco pelo) e cheiro geral de gato, não vejo a hora de lavar o edredon.

CONCLUSÃO: Agora entendi porque as ONGs pedem tanta ajuda financeira e fazem tanto bingo e coisas beneficentes. Eles pagam os mesmos preços pra fazerem tudo isso e são os únicos que se importam. As pessoas acham que é bonito ter um gatinho hoje e jogar fora amanhã e tá tudo certo ou que é maldade castrar o bicho de estimação porque.. ah, sei lá pq, é cada desculpa que já ouvi. Mas na hora que o bicho aparece com doenças (porque as pessoas também acham caro vacinar os bichos) ou prenhas não sabem o que fazer com tanto filhote. Mega problema de saúde pública.

Caso é que quero muito passar o gato pra frente mas não encontro quem o queira. O ideal, penso eu, seria adotar ele e outro/outra pra fazerem companhia. ambos CASTRADOS. Eu é que não tenho o espaço agora pra isso.